quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Bombeiro orienta mãe por telefone e bebê de 40 dias é salvo ao engasgar

Um bebê de aproximadamente 40 dias foi salvo por um bombeiro, por meio do telefone, depois de engasgar com leite materno em Tatuí (SP), na noite de terça-feira (11). Segundo o Corpo de Bombeiros, a mãe ligou para a unidade e pediu socorro à corporação quando a criança ficou roxa. O bombeiro passou as orientações e conseguiu salvar o pequeno Lohan. A ambulância foi enviada até a casa da família, na Avenida Firmo Vieira de Camargo, e o menino foi encaminhado ao pronto-socorro, mas rapidamente teve alta.
De acordo com a corporação, o atendimento durou de três a quatro minutos. Enquanto a mãe Cristiane Marques de Oliveira, de 29 anos, executava as orientações, a avó da criança Ana Cristina Marques de Oliveira, de 49 anos, falava ao telefone com o bombeiro e repassava as informações.
“Senti que a situação era grave pelo desespero da avó”, relata o bombeiro Sandro Rogério Gregório, que atendeu a ocorrência. Ele também conta como orientou a avó da criança. “Pedi para que colocasse o bebê de bruços, virado de cabeça para baixo, preso sobre a perna do adulto. Assim que estivesse na posição adequada, falei para que a responsável fizesse a chamada tapotagem, que são tapas leves, de cima para baixo, nas costas da criança”, explica o bombeiro.
Ainda conforme Gregório, o sucesso do procedimento foi constatado quando ele conseguiu ouvir o choro da criança pelo telefone. A avó revela que a família pretende conhecer o responsável pela ajuda durante o susto. “Não deu nem tempo de agradecer”, fala.
Casos deste tipo são comuns e acontecem todos os meses na cidade, informou o Corpo de Bombeiros. Nestas situações, os profissionais pedem para que a corporação seja avisada o quanto antes.