quarta-feira, 12 de novembro de 2014

ROBINSON FARIA: “VOU CORTAR GORDURAS PARA PAGAR SERVIDORES PÚBLICOS SEMPRE EM DIA”

A despeito das notícias apontando déficit no orçamento de 2015 da ordem de R$ 1 bilhão, o governador eleito do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), reafirmou no início da tarde desta terça-feira, após a reunião da equipe de transição com a Superintendência da Caixa Econômica Federal, que irá pôr o calendário de pagamento do servidor público estadual em dia, cumprindo assim com uma de suas principais promessas de campanha. “O servidor público será prioridade no meu governo. Quero colocar e manter o calendário de pagamento dos salários em dia. Vou cortar gorduras, todo tipo de despesa que pode ser cortada, como aluguel de carros, por exemplo, para dar prioridade ao calendário de pagamento em dia. É um compromisso meu como governador com o servidor público do Estado”, afirmou Robinson.    Sobre o orçamento de 2015, o futuro chefe do executivo estadual explicou que a comissão de Fiscalização e Finanças da Assembleia Legislativa identificou um déficit para pagamento de pessoal da ordem R$ 1 bilhão. Ele disse que irá procurar a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) para solicitar que o governo corrija e reenvie a peça orçamentária para avaliação dos deputados, com eventuais correções.  “Eu tenho dito que, como há dialogo muito bom com o atual governo, se é possível ser feito um projeto substitutivo, para votar com a devida correção, que faça. Sabemos que não houve má-fé, mas é natural haver equívocos, o orçamento é grande. Vou procurar o governo do Estado, para saber se é possível enviar um novo orçamento. Precisamos saber o que houve. A estimativa está errada? O que levou a isso? Vamos discutir tecnicamente. Até porque o orçamento será o que vou trabalhar na minha gestão. Vamos procurar dentro do melhor prazo adequar o orçamento à realidade da nova gestão”, frisou.
PARCEIROS
Sobre a reunião na Caixa, Robinson explicou que se tratou de uma demonstração dos convênios da instituição financeira com o governo do Estado, totalizando mais de cem convênios. “A CEF fez uma síntese dos convênios e obras que o governo tem através da Caixa, e demonstrou muito boa vontade. Temos um gerente da CEF como integrante da equipe de transição e a instituição será uma parceria fundamental na nossa gestão. O superintendente, Roberto Linhares, quer estreitar mais a relação com o nosso governo e a reunião foi bastante promissora, surgiram novas ideias, e vamos aprofundar. Depois a equipe de transição terá acesso a cada convênio. A reunião serviu para demonstrar a boa vontade da CEF para com o nosso governo e a intenção de ser parceira do nosso governo”.

Sobre a transição, Robinson confirmou que irá apenas nesta quarta à primeira reunião da equipe que atua a condensação de dados e prepara as medidas iniciais da futura gestão. Amanhã, ele pretende ter acesso às primeiras informações do governo através da equipe, que solicitou os dados na semana passada e deverá receber ainda hoje. A respeito da medidas iniciais da sua administração, o governador eleito afirmou que estão sendo estudadas. “Eu disse numa entrevista que não quero usar o discurso que muitos governadores eleitos utilizam, de que precisam de tempo para arrumar a casa. Quero começar trabalhando e realizando, como disse no período eleitoral, sobretudo nos setores em que há maior clamor, como segurança, já mostrando resultado nos primeiros dias de governo”, declarou.
“Campanha já passou. Agora é hora de pensar o RN. O povo espera”

Robinson confirmou que irá solicitar uma audiência com os deputados estaduais. O objetivo é discutir projetos em andamento e conversar com o colegiado. “Vou solicitar uma audiência com o colegiado para bater papo, discutir projetos em andamento. Para mim é uma alegria muito grande voltar à Casa que presidi”, destacou ele, que comandou o Poder Legislativo por oito anos. “Espero que os deputados tenham sensibilidade para o atual momento, para o governo avançar, colaborando com os projetos principais que estão em andamento, para que não percamos tempo. A campanha já passou. Agora é hora de pensar o RN, pensar no Estado. É o que o povo espera de nós. Não apenas de mim, mas dos deputados e de todos que temos mandato”, finalizou.
Sobre o secretariado do novo governo, Robinson afirmou não ter data para realizar o anúncio. Ele tem até o dia 1º de janeiro de 2015, daqui a 50 dias, para definir os auxiliares do primeiro e segundo escalão da gestão estadual. Ele também nega que anunciará de vez todos os nomes, podendo antecipar alguns nomes. “Não necessariamente anunciarei de vez. Mas, vou cumprir o que disse durante a eleição: o governo terá um perfil técnico, não vou fugir disso, mas prestigiando os parceiros nossos, que estavam conosco na luta partidária, mas dentro desse compromisso técnico”, disse.

Sobre a relação com os demais poderes – Legislativo e Judiciário -, o governador eleito reafirmou o compromisso de cumprir integralmente os repasses do duodécimo, não interferindo de maneira alguma nos assuntos internos de cada órgão, Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas e Ministério Público. “Respeitarei todos os poderes, cumprirei todos os repasses constitucionais. Não vou interferir assuntos ‘interna corporis’ de cada poder, cada um que tenha a sua forma de trabalhar. Cabe apenas ao Estado cumprir o seu papel constitucional”.

FONTE: JORNAL DE HOJE, REPÓRTER DE POLÍTICA  ALEX VIANA