sábado, 22 de novembro de 2014

PADRE É DETIDO COM MAIS DE 170KG DE MACONHA ESCONDIDA EM ALTAR DE IGREJA

Uma operação policial prendeu um religioso e outras duas pessoas na Paróquia São Judas Tadeu, em Pontezinha, Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Cerca de 200 quilos de maconha e uma revólver calibre 38 foram apreendidos dentro da igreja. O material estava escondida no altar, perto de imagens de santos. A Polícia Civil ainda investiga o grupo e, por isso, não divulgou detalhes da prisão, como os nomes dos suspeitos e há quanto tempo eles agiam. A prisão foi resultado de uma investigação e não partiu de denúncias anônimas.

Câmeras de segurança de uma gráfica flagraram o padre e os outros presos saindo nos carros da Polícia Civil. A Avenida Ernestina Batista foi interditada para a operação e vários curiosos acompanharam o trabalho dos policiais da inteligência. A Paróquia São Judas Tadeu amanheceu fechada nesta sexta-feira (21). Ela fica localizada em uma área bastante movimentada, próxima de três escolas públicas e alguns estabelecimentos comerciais.
De acordo com vizinhos, que não quiseram se identificar, a igreja não abria para celebrações rotineiras há algum tempo. Tinha apenas batizados aos domingos. No terreno da paróquia também ficam algumas casas, que eram alugadas. Segundo morador da comunidade, era comum haver festas nestas residências. De acordo com investigações, o religioso seria líder no esquema do tráfico de entorpecentes. Ele e outro rapaz, que também foi preso, teriam um relacionamento homoafetivo.
Através de nota, a Arquidiocese de Olinda e Recife esclareceu que o religioso Mário Roberto Gomes não faz parte do clero da Igreja Católica. A Arquidiocese disse ainda que não administra nenhuma paróquia com o nome de São Judas Tadeu em Pontezinha. A única igreja católica na localidade é a de Nossa Senhora Rainha da Paz. A igreja, em questão, é uma dissidência da Católica Apostólica Romana e não é subordinada à Roma.
FONTE: NE10