sexta-feira, 28 de novembro de 2014

COMPRIMIDO PODERÁ PROLONGAR VIDA EM ATÉ 120 ANOS, AFIRMAM CIENTISTAS


Soa COMO ficção científica, mas cientistas russos afirmam que estão perto de criar uma pílula que diminui o processo de envelhecimento. Os pesquisadores esperam que o medicamento ― que está sendo testado em ratos, camundongos, peixes e cães ― possa permitir que as pessoas vivam até, pelo menos, 120 anos.

Em entrevista ao DailyMail, o pesquisador Maxim Skulachev afirmou que ele e sua equipe estão utilizando um “novo tipo de antioxidante” que poderá ter impacto DIRETO sobre as mitocôndrias, que são responsáveis pela produção de energia das células.
“As mitocôndrias podem ser responsáveis por ataques cardíacos e estão ligadas diretamente a doenças COMO o Alzheimer e o Parkinson.”
Skulachev afirma que os TESTES não tem levado a um aumento significativo do tempo de vida das cobaias, mas atrasou o início do envelhecimento.

“Verificamos que as doenças passam a se desenvolver MAIS lentamente. Nossa ideia para combater o envelhecimento com remédios para mitocôndrias é o caminho certo. Acredito que será possível adiar a velhice.”

FONTE: R7