sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Amigas adolescentes sumidas após festa são achadas mortas


A Polícia Civil investiga três homicídios, dentre eles de duas amigas adolescentes, em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia. Os corpos das garotas, vistas com vida pela última vez no dia 26 de outubro, quando foram a uma festa na cidade, foram encontrados em uma região de chácaras. A outra vítima é um homem cuja identidade não foi revelada. De acordo com as investigações, os crimes podem ter ligação com disputas entre integrantes de uma quadrilha especializada em furto e roubo de carros, que estaria agindo no município. Os corpos das menores Talita de Oliveira, 15 anos, e Nayara Paula, de 17, foram achados no último dia 28 de outubro em um lote, que fica no limite entre Senador Canedo e a capital. As duas eram amigas e, segundo a polícia, Talita já tinha várias passagens relacionadas a roubos de veículos registrados na Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) de Goiânia, responsável pela investigação. Nayara não tinha passagens. No dia 26 de outubro, Talita postou uma foto em uma rede social com a legenda: “Pra que juízo se eu já perdi o meu”. Na mesma publicação, Talita fez um comentário dizendo que a amiga estava “linda”. Depois disso, elas foram para a festa e não foram mais vistas com vida. Além das duas, os policiais também encontraram na mesma região o corpo do homem. Ele era morador da capital e, segundo as investigações, teria ligação com roubos e furtos de carros. O delegado Alexandre Alvim Lima apura se a área de chácaras está sendo usada por criminosos para a desova de corpos. Além disso, ele diz que existe a hipótese de que os crimes tenham ligação. “A gente trabalha com a hipótese de que se trata de uma quadrilha de roubo de veículos que teria cometido homicídios contra os membros, como queima de arquivo ou mesmo na disputa pelo poder na região. Isso teria resultado nas três mortes e no descarte dos corpos em Senador Canedo”, ressaltou. Até a manhã desta quinta-feira (6), nenhum suspeito pelos assassinatos havia sido preso. 

tudo noticias